O Facebook é uma das principais redes sociais mundiais com mais de 2 bilhões de usuários, no Brasil já tem mais de 100 milhões.

 

É impossível não ficar atento a estes números e não buscar entender como incluir as rede social em sua estratégia empresarial. Abaixo seguem algumas dicas de como começar:

 

1 – Crie uma página

Para uma empresa entrar no Facebook é preciso criar uma página. Isso significa que é preciso definir um administrador e inserir a página dentro do perfil de quem vai administrar. O criador da página pode colocar outras pessoas como administradores com atribuições diferenciadas para cada um. Se alguém é o responsável pelo conteúdo, o cargo será diferente de quem vai fazer as campanhas pagas, por exemplo.Entre algumas funcionalidades bem interessantes da rede social criada pelo americano Mark Zuckerberg está o fato de você selecionar o público da sua página. Ao ativar essa função, as publicações aparecerão para todos, mas prioritariamente para quem é de interesse da sua empresa.

 

2 – Definição de imagens

Colocar imagens de perfil e capa também são atividades relativamente simples. Entretanto, é interessante no caso de uma página corporativa seguir as especificações de tamanho do próprio Facebook que estão descritas no menu “Ajuda”, da rede social. Isso porque, no caso de empresas, se você definir como foto do perfil ou de capa a logomarca e o arquivo não estiver dentro das especificações, a imagem ficará cortada.

 

3 – Definição de conteúdo

Já falamos aqui em outros posts sobre a importância do conteúdo para ter sucesso no digital. No Facebook, assim como em outros canais digitais, é fundamental conhecer o público para definir a linha de abordagem nos posts. Vale lembrar também sobre a importância de manter a frequência de publicações. Isso é muito mais importante que o volume. Se você definir que fará dois posts por dia, por exemplo, seu público vai contar com essa periodicidade. Outra observação sobre o conteúdo é prestar atenção na reação do seu público ao que você coloca na página. Lembre-se, o foco está naquilo que interessa para quem lê e não no que você quer falar.

 

4 – Por que uma página e não um perfil?

Primeiro por questões legais definidas pelo próprio Facebook que deixa claro o fato de perfis terem caráter pessoal, ou seja, usar um perfil para empresa fere os termos de serviço e pode ser removido a qualquer momento.

Outro ponto é que uma página vai denotar algo profissional até pela sua característica de abordagem. No caso do perfil, há um limite para conexões de 5 mil amigos e isso pode ser problema para uma empresa que, obviamente, tem a intenção de um alcance muito maior.

 

5 – Por que o Facebook?

A quinta e última dica desse post vai te dar razões para entender o motivo de estar no Facebook. Esse também já foi um ponto que abordamos aqui em outro texto falando se O Facebook vale a pena para B2B?

Segundo dados do próprio Facebook divulgados recentemente, a rede social tem 1,59 bilhão de usuários no mundo, dos quais cerca de 65% acessam a todos os dias. No Brasil, são mais de 90 milhões de usuário de internet conectados no Facebook, o que significa cerca de 8 em cada 10 pessoas. Você já imaginou com quantas pessoas você não fala ao deixar de fora essa rede social da sua estratégia de comunicação?

Agora que você já tem todos os motivos para colocar sua empresa em uma das redes sociais mais populares do mundo, preparamos um material para te ajudar a começar: Introdução ao Marketing no Facebook.

 

Sellketing – Marketing to Sell More